domingo, 15 de dezembro de 2013

NÃO SEI SE PROCURO UM PSQUIATRA OU ENDÓCRINO

Então amigas é muito difícil eu vir aqui lamentar ou desabafar, a verdade é que não sou a mulher maravilha nem de aço.
tenho atravessado maus bocado com minha mãe que depois que se acidentou quebrando o femur veio morar aqui nos fundos... resumindo, ela só tem dores quando eu estou próxima, reclama da casa que foi construida, chama minha atenção por que eu não fico de olho no relogio e acaba passando o horário dela tomar os medicamentos.
Gente, eu infelizmente sou o tipo de pessoa que sofre calada, mas na sexta feira eu me dei mal com isso por que passei muito mal. Ela provoca meus filhos, critica a ponto de chamar de feia minha filha essa aqui da foto
E claro que eu me fico me doendo né, depois implica comigo se eu sento aqui um pouquinho... em fim são muitas coisas que me levaram a tomar uma decisão. Enquanto eu estava tomando o bupropiona + fluoxetina eu estava feliz, pois já tinha emagrecido super bem. Mas agora deixo esses remédios e vou tomar rivotril 1 vez por dia, pois nunca sei o que me aguarda o dia. Quando levo ela no médico, ela não deixa o médico falar interrompe toda hora, me acusa de coisas que não fiz ou falei... não sei o que fazer. Não posso nem pensar em azilo por que tenho dó (das enfermeiras)Tudo bem, compreendo perfeitamente o quanto ela já sofreu na vida, ela perdeu o marido... mas eu perdi um pai. Ela perdeu um filho mas eu fiquei liberta dos roubos dele na minha casa para sustentar a droga. EU TAMBÉM SOFRI MEU DEUS. E não há como fugir do meu pesadelo de descontar comendo. Não sei o que fazer mais para agradar minha mãe, tenho vontade de me fechar num mundinho chamado meu artesanato, o qual ela olha com tanto desprezo. Meu saco ta mais cheio do que o do papai noel.
A nova agora é que ontem meu marido me repreendeu por que bocegei e terminei fazendo AI AI AI.... ele disse que não tem necessidade disso. Agora nem o bocejo tenho liberdade de fazer do jeito que quero.
Desculpem os que leem mas como disse precisei disso.
Abraços a todos e até uma próxima, seja qual for o médico que procurar "si procurar" eu venho contar.

Gente da licencinha por que agora vou me arrumar para ir a igreja!
Beijão.

8 comentários:

Brunna Duarte disse...

Ai flor,

Família é uma bênção, mas também é nossa maior fonte de problemas na vida.

Força e sabedoria pra superar isso! <3

Josye Duran disse...

Olá Lu!
Entendo você perfeitamente, trabalho com idosos em um hospital, vou falar da minha experiência, quem sabe eu consiga te ajudar.
Pelo que você diz da sua mãe, ela é uma pessoa carente que quer chamar a atenção de qualquer forma, não interessa se você goste da forma que ela te aborda ou não.
Sua filha é linda, trabalhe na auto-estima dela e não deixe que palavras negativas mesmo vindo da avó a deixe triste e complexada.
Valorize o que te faz, gosta de artesanato, separe um momento para fazer lindas peças e vir na internet, você está sensível com tudo o que vem acontecendo a sua volta, é muita preocupação, a mãe e a família...busque mais a Deus e se sentir necessidade de um remédio mais forte procure um psiquiatra e aproveite e diga sobre suac ansiedade também para emagrecer, aproveite e vá também no endócrino afinal você já faz uma dieta com um bom médico.
Aprenda a conviver com a sua mãe e mostre a ela que você também tem uma família para cuidar, dê a ela a atenção que pode e não esqueça dos seus filhos e marido, sei que é difícil mas tenho certeza que vai vencer mais essa etapa, torço por você!!
Bjss

Anete disse...

Lucélia, é dificil a sua experiência, mas, certamente, Deus a aconselhará da melhor maneira possível...
Tenha calma e procure c o seu marido uma solução boa...
Estarei de cá torcendo, tá?!

Uma Boa Semana... Beijos

Carla Renata Galassi disse...

fiota.. compartilho do seu desespero de ter mãe em casa..kkkkk.. eu brigo com a minha todo santo dia pq não aguento mais tomar no cu calada.. é cada fight nervoso ke nem te falo.. só ke ela não aguenta.. daí chora.. e faz ooooooo drama.. mas todo mundo sabe como eu sou..não mexe comigo se não é capaz de me aguentar depois... sou mto boa.. mas paciencia tem limite.. e a minha ja foi.. força aí nega. bjokas e sucesso sempre

Larissa Gomes disse...

Situação difícil em. Mas boa sorte ai com sua mamãe. Primeira vez aqui no teu blog, to adorando tudo aqui, super lindoo! Se puder de uma passadinha no meu blog lá, comecei ele ontem, e está rolando um desafio lá "Projeto Verão 2014"... Beijão! Espero sua visita! http://larissasemog.blogspot.com.br/

Anete disse...

Olá! Retorno para desejar UM FELIZ NATAL!

Muitas felicidades, amor, paz e saúde para vocês aí...

Beijos

Lenita Vidal disse...

Olá amiga, vim retribuir a visita e deixar aqui meu abraço apertado e o desejo que que encontre a força e a coragem pra passar por tudo isso que não é "bolinho" eu sei, mas que tem que ser feito!
Pense em tudo com amor, esqueça e perdoe as ofensas...
Certa vez li um texto de Osho que dizia que a velhice é triste, pois fica dependente.
Imagine uma pessoa que sempre foi auto suficiente de repente torna se dependente para tudo! Banho, comer, passear... é triste!
Junte todo o amor do seu coração, desarme se de tudo que pode lhe entristecer, abrace, beije, penteie os cabelos, corte lhe as unhas, faça lhe massagens, deixe de lado suas coisas e cuide, para que quando tudo acabar, seu coração esteja em paz! É assim que faço e dá certo!.
Beijos, que tudo seja como tem que ser, aprendemos muito com isso!
Lenita

Lenita Vidal disse...

Olá amiga, vim retribuir a visita e deixar aqui meu abraço apertado e o desejo que que encontre a força e a coragem pra passar por tudo isso que não é "bolinho" eu sei, mas que tem que ser feito!
Pense em tudo com amor, esqueça e perdoe as ofensas...
Certa vez li um texto de Osho que dizia que a velhice é triste, pois fica dependente.
Imagine uma pessoa que sempre foi auto suficiente de repente torna se dependente para tudo! Banho, comer, passear... é triste!
Junte todo o amor do seu coração, desarme se de tudo que pode lhe entristecer, abrace, beije, penteie os cabelos, corte lhe as unhas, faça lhe massagens, deixe de lado suas coisas e cuide, para que quando tudo acabar, seu coração esteja em paz! É assim que faço e dá certo!.
Beijos, que tudo seja como tem que ser, aprendemos muito com isso!
Lenita